Uma nova alice

Ken Russel morreu recentemente deixando para trás filmes como The Devils e Women In Love.

Ken Russell

Mas o post de hoje não é só notícia ruim. O diretor preparava na época da sua morte um musical de Alice no país das maravilhas. Para quem não ficou satisfeito com a versão medíocre do Tim Burton e ainda para quem gosta de música, os produtores prometeram seguir a linha que o diretor queria, trabalhando com a mesma equipe com quem Russel planejou o filme.

Só falta saber qual será a cara da Alice da vez.

 

Comer, rezar e amar- as delícias da culinária italiana

Quem já assistiu o filme comer, rezar e amar sabe das delícias que Julia roberts experimentou na Itália!

Inspirado no filme, hoje o tela espelhada vai ensinar uma receita de macarronada italiana!

Macarronada italiana

1h 30min serve 6 porções
  • Ingredientes
  • 300g de espaguete
  • 150g de mussarela ralada
  • 150g de presunto ralado
  • 100g de charmant ralado
  • 200g de bacon cortados em pequenos cubos e já fritos
  • 200g de linguiça calabresa cortada em cubos e já frita
  • Ovo de codorna
  • 500 g de carne moída
  • Alho
  • Sal
  • Cebola
  • Cheiro verde ou coentro
  • Vinagre
  • Molho inglês
  • Extrato de tomate
  1. MODO DE PREPARO:
  2. Tempere a carne moída de um dia para o outro com: alho, sal, molho inglês, cheiro verde e vinagre
  3. No dia seguinte prepare a carne moída
  4. Em uma panela coloque 2 colheres de óleo e doure a cebola, jogue a carne moída já temperada na panela até soltar toda a água
  5. Em seguida coloque de 3 a 4 colheres de extrato de tomate
  6. Misture, deixe fritar um pouco e cubra a carne com água
  7. Deixe cozinhar por cerca de 30 minutos, deixe um caldo e reserve
  8. Prepare o macarrão só com água e sal e reserve
  9. Depois de pronto coloque em uma frigideira 1 colher de manteiga, ou se preferir um pouco de azeite
  10. Coloque o bacon, mussarela, presunto, ovo de codorna, charmant e a linguiça calabresa
  11. Coloque 2 conchas de carne moída com caldo e deixe ferver um pouco
  12. Jogue a quantidade de macarrão que for comer na panela com todos os ingredientes e pronto.

Alexandre Desplat no Brasil

Sabe o que O Curioso Caso de Benjamin Button, Harry Potter, A Árvore da Vida, O Fantastico Sr. Raposo (e tantos outros) têm em comum?

Alexandre Desplat, que fez a trilha sonora destes e tantos outros filmes e está se

O compositor Alexandre Desplat

tornando um dos compositores mais requisitados do cinema tanto americano quanto europeu. Além do extenso currículo, o francês teve 4 indicações ao Oscar e concorreu este ano à Palma de Ouro em Cannes por A Árvore da Vida, do Terrence Malick.

No dia 30/11 Desplat passará pelo Brasil para fazer um concerto onde tocará as suítes de Lua Nova, Harry Potter e as Relíquias da Morte, O Discurso do Rei, Moça Com Brinco de Pérola, Coco Antes de Chanel, entre outros.

Ouça algumas de suas composições:

Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 1

Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 2

Lua Nova

A Árvore da Vida

O Discurso do Rei

Ele estará regendo a Orquestra Jazz Sinfônica em apresentação única no Sesc Pinheiros, às 21h. O ingresso custa R$18.

Parente… É Serpente

Hoje é dia de filme italiano, logo… Comida italiana!

Capa do DVD

O filme escolhido foi Parente… É Serpente.

Com direção de Mario Monicelli, o longa metragem consegue ser ao mesmo tempo intensamente popular e sério, social, engraçado e humano, como muitos filmes italianos que vemos por aí.

Foto retirada do Filme

A história, é sobre uma família italiana que como muitas, se reúne nas vésperas de Natal na casa da nonna. Não demora muito, e os problemas começam quando os velhos decidem que querem morar com um dos filhos. A partir daí, a situação se complica cada vez mais. Os diálogos nas horas das refeições se tornam cada vez mais amargos! Porém, quem se importa? É impossível não repetir a massa ou recusar o peixe empanado na pastella, o pão caseiro e mais uma taça de vinho. Impossível não louvar o delicioso sabor da comida da mamma!

Em função disso, resolvemos mostrar hoje a receita:

Manjubinhas in Pastella

Para quem não sabe, na Itália, a massa que empana peixes, verduras, legumes, é chamada de pastella. Ela forma uma crosta dourada e crocante em volta dos ingredientes, depois de fritos. Para isso acontecer, precisa deixar a patella descançar por uma hora antes de ser utilizada. Basicamente, a pastella consiste na mistura de 200g de farinha de trigo com um copo e meio de cerveja em temperatura ambiente e uma pitada de sal. É muito bom, mas vamos ao que interessa que é nossa receita de Manjubinhas in Pastella!!!

Ingredientes:

200g de farinha de trigo

200ml de cerveja em temperatura ambiente

1 gema de ovo

600g de manjubas bem frescas

Sal e pimenta do moinho

1 lata de óleo

Preparo:

Numa travessa, junte a farinha com a cerveja e misture bem. Adicione a gema e misture até que ela seja absorvida. Deixe descançar por uma hora. Lave bem as manjubas e faça, com uma faca, uma pequena incisão no ventre. Com o polegar, delicadamente, retire todas as vísceras. Tempere os peixes com sal e pimenta. Passe-os pela massa, retire o excesso e frite aos poucos em óleo abundante. Escorra em papel absorvente e sirva, com rodelas de limão (opcional).

Tempo de preparo: Aproximadamente 2 horas.

É sem noção de bom! Se eu fosse vocês, experimentava também!

Geléia

Para os incansáveis fãs de Friends, quem nunca viu aquele episódio que a Mônica está recém-terminada com o Richard e desempregada e resolve fazer geléia para ocupar seu tempo.

Eu descobri recentemente que uma das coisas mais fáceis de se fazer na cozinha é Geléia e aqui vai a simples receita…

Ingredientes:

  • 1 kg de morango
  • 1 kg de açucar
  • 2 colheres (de chá) de suco de limão

Modo de preparo:
Coloque o morango na panela e deixe esquentar, até soltar líquidos, coloque as duas colheres do suco de limão, despeje o açúcar e deixe cozinhar por meia hora. Espere esfriar e sirva.

O suco de limão é opcional, embora ele dê um gostinho especial. Você também pode incrementar a sua geléia colocando vinho tinto, ou outros ingredientes da sua escolha.

Flash mob – e você pensava que só acontecia nos filmes…

O mais novo filme estrelando Justin Timberlake e Mila Kunis, Amizade Colorida, apesar de ser uma comédia romântica totalmente clichê – ainda mais por ter sido lançado logo após o filme da dupla Ashton Kutcher e Natalie Portman, Sexo sem compromisso, que apresenta exatamente a mesma trama – ganhou muitos pontos comigo por ter feito uso de um recurso grandioso e ao mesmo tempo mais que possível para a cena de “declaração de amor”: o Flash Mob.

Não, o nosso querido Justin não foi o único a usar o Flash Mob pra se declarar e sim, existem muitas pessoas que organizam flash mobs para pedir sua amada em casamento!

A mais nova febre mundial, o Flash Mob nada mais é que um aglomerado de pessoas em um local público para realizar uma ação inusitada e que se dispersam tão inesperadamente quanto se reuniram. Os flash mobs são previamente combinados – claro – e são organizadas normalmente através de e-mails ou meios de comunicação social.

Os flash mobs, muito mais que um happening divertido, são usados para passar diversas mensagens. A T-Mobile fez uso deles para promover a marca, organizando os flash mobs mais famosos atualmente. Mas foi o Black Eyed Peas que quebrou todos os recordes, reunindo 21 mil fãs da apresentadora americana Oprah para comemorar a 24a. edição de seu programa. Além desses existem muitos outros flash mobs muito originais e curiosos, e nem todos envolvem dança, assim como muita gente pensa. O flash mob a seguir é um incentivo a reciclagem feito dentro de um aeroporto no Canadá, e é um dos meus flash mobs favoritos:

Para participar de um flash mob basta procurar por comunidades organizadoras na internet. Divirta-se !

A Pele que Habito

Fui assistir esse filme ontem no Cinemark do Higienópolis. Não vou me prolongar sobre o que achei. A ideia geral fica pelas três impressões que se descolaram de mim e de duas amigas que foram comigo. A melhor sacada pra mim foi a da Jé, que comentou sobre como a gente ria em horas inesperadas, resultado desse reino do gênero incerto sobre o qual Almodóvar transita tão bem. A Má se surpreendeu com a Vera, personagem interpretada por Elena Ayala. Também vale destacar a atuação do Antonio Banderas, mais uma ótima direção de atores. E eu fiquei impressionada pela forma como a chave do filme é revelada por uma simples sobreposição. Para mim, Almodóvar nunca manipulou as imagens tão bem.

Almodóvar e Elena Alaya

Mas como o post é sobre referências, vamos a elas.

Almodóvar diz ter baseado seu roteiro no livro de Thierry Jonquet.
Porém, para quem gosta de filme de terror, fica difícil de não lembrar de Eyes Without a Face, de Georges Franju. A semelhança aparece logo na sinopse. O médico, motivado por amor e culpa, busca sem escrúpulos, produzir a pele perfeita. Os filmes também se parecem nas cenas aflitivas sobre a mesa de operação, sem precisar apelar para grandes derramamentos de sangue.

 

Ainda assim, a referência que mais se destaca, na minha humble opinion, é à Louise Bourgeois, artista que morreu ano passado, aos 98 anos. No filme, a personagem Vera observa um livro de suas obras, que serve de inspiração para suas próprias.

Uma de suas obras que aparece no filme 

Ao observá-las, não posso deixar de sentir algo de cruel e desconfortante, balanceado por um certo apelo estético que hipnotiza. Vale a pena fuçar o Google para ver mais obras. À primeira vista elas parecem cruas, duras, mas ao mesmo tempo, a partir do nosso olhar, se tornam viscerais.

Louise Bourgeois por Robert Mapplethorpe, 1982

A risada que vem do inesperado.
Lembra alguém?