Madonna vs Madonna

Madonna, a cantora pop mais famosa do mundo, desde sempre causou polemica na midia, seja pelas inovadoras performances ou pela quebra de estigmas.

O seu primeiro documentário, Na Cama com Madonna, mostra os bastidores da turnê Blond Ambition Tour. O documentário fez muito sucesso, pois mostrava como Madonna era aberta sexualmente e como agitava sua plateia. Mostrando-a como uma incrível performer e cantora.

Já em 2011, a cantora dirigiu mais um filme: “W.E.”, que conta o  romance entre Wallis Simpson e o rei britânico Eduardo 8º, que renunciou ao trono por causa de uma plebelia americana. O filme foi lançado no festival de Cannes, e na ocasião foi vaiado pelos expectadores.

 Madonna, dirigindo seu último filme

Alexandre Desplat no Brasil

Sabe o que O Curioso Caso de Benjamin Button, Harry Potter, A Árvore da Vida, O Fantastico Sr. Raposo (e tantos outros) têm em comum?

Alexandre Desplat, que fez a trilha sonora destes e tantos outros filmes e está se

O compositor Alexandre Desplat

tornando um dos compositores mais requisitados do cinema tanto americano quanto europeu. Além do extenso currículo, o francês teve 4 indicações ao Oscar e concorreu este ano à Palma de Ouro em Cannes por A Árvore da Vida, do Terrence Malick.

No dia 30/11 Desplat passará pelo Brasil para fazer um concerto onde tocará as suítes de Lua Nova, Harry Potter e as Relíquias da Morte, O Discurso do Rei, Moça Com Brinco de Pérola, Coco Antes de Chanel, entre outros.

Ouça algumas de suas composições:

Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 1

Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 2

Lua Nova

A Árvore da Vida

O Discurso do Rei

Ele estará regendo a Orquestra Jazz Sinfônica em apresentação única no Sesc Pinheiros, às 21h. O ingresso custa R$18.

Pretty Woman

Tem músicas que consagram filmes. E… tem filmes que consagram músicas. Um exemplo forte é o filme Uma Linda Mulher (Pretty Woman).

Foto retirada do Filme

Considerado um conto de fadas dos dias atuais, o filme conta a história de uma prostituta moderna (Julia Roberts), que não beijava seus clientes na boca para não se envolver. Mas, um dia, conhece Edward Lewis (Richard Gere), um homem milionário, que a transforma em uma mulher elegante e acaba se apaixonando por ela.

O filme tem tantas cenas marcantes, que fica difícil escolher, mas a cena final ao som da música Pretty Woman, quando Richard Gere finalmente se dá conta de que tem que ficar com a personagem vivida por Julia Roberts, e vai atrás dela, com certeza ganha o filme.

Muitas vezes, é como se a música falasse com o espectador, sem precisar de diálogos ou narrador. A trilha sonora se encaixa tão bem que  o filme fica livre de palavras, até porque, todas as palavras que seriam ditas, não se encaixariam tão bem como as ditas na música.

Muito bem colocada, quem assistiu, não se esqueceu. E ainda mais, depois de ter visto o filme, não dá para escutar a música sem se lembrar dos melhores momentos de Julia Roberts e Richard Gere.

Aí vai a tradução:

Pretty Woman – Roy Orbison

Whoo!
Linda mulher, caminhando pela rua
Linda mulher, do tipo que quero conhecer
Linda mulher, eu não acredito que você, possa ser real
Ninguém pode parecer tão boa quanto você
Clemência
Linda mulher, você me desculpa ?
Linda mulher, eu não pude evitar ter visto
Linda mulher, que você é adorável demais
Você está sozinha como eu
Linda mulher, pare um pouco
Linda mulher, fale um pouco
Linda mulher, dê seu sorriso para mim
Linda mulher, yeah, yeah, yeah, yeah
Linda mulher, olha para onde estou
Linda mulher, diga que vai ficar comigo
Pois preciso de você, preciso de você esta noite. Ah!
Linda mulher, não passe por mim
Linda mulher, não me faça chorar
Linda mulher. não vá embora. Okay.
Se é assim que tem que ser, okay.
Eu acho que vou para casa, está tarde
Amanhã a noite tem mais, mas espere… O que vejo?
Ela está voltando para mim
Whoa, whoa, linda mulher

A dieta da Disco Music

Existe um simples motivo pelo qual as academias não eram lá grande negócio dos anos 70: As discotecas. A Disco Music teve suas raízes nos clubes de dança voltados para negros, latinos e até mesmo os gays. Foi um movimento de liberdade de expressão, que também pretendia acabar com a dominância do rock das décadas anteriores.

Tudo isso pode ser visto no grande sucesso musical Os embalos de sábado à noite (Saturday Night Fever), dirigido por John Badham e estrelado por John Travolta em 1977. Travolta vive no filme o personagem

Tony Manero dançando na 2011 Odyssey

Tony Manero que, juntamente com seu grupo de amigos racistas e sexistas, fazem parte da juventude sem esperança que vivia no Brooklyn naquela época. A diversão somente aparecia nas noites de sábado, em que todos se reuniam na discoteca 2001 Odyssey para fazer o que bem entendiam. Tony, claro, dominava a pista de dança.

Graças ao filme, que rendeu a Travolta a indicação da academia como melhor ator principal em 1978, o som dos Bee Gees disparou em vendas até a chegada de Thriller de Michael Jackson. A trilha sonora do filme também conta com grandes nos da Era Disco, como KC and the Sunshine Band e The Trammps.

Cena do filme com Travolta e Karen Lynn Gorney.

A discoteca que aparece no filme teve seu nome claramente inspirado pelo filme de Stanley Kubrick e continuou a funcionar até 1987, quando se converteu em um clube gay chamado Spectrum. Em 2005, apesar dos protestos dos fãs ela, infelizmente foi demolida.

Então, pare de ficar se matando na academia e inventando novas dietas. Tudo o que você tem a fazer é esperar o fim de semana para dançar até cair. Uma hora de dança pode queimar até 700 calorias. Parece bom, não?

A Musica do Rei

Um dos momentos mais marcantes em nossas infâncias foram os filmes da Disney.
Em especial, um deles, que voltou recentemente para os cinemas em sua versão 3D, o Rei Leão.

Continuando aquela história de que o filme que faz a música ou a música que faz o filme, acho que no caso de Rei Leão, um complementa o outro. Não tem como pensar no filme e não lembrar da música que acompanha a cena que o Simba é apresentado para os outros animais, a Circle of Life.

Muito menos, quando relembramos os personagens e damos de cara com a dupla mais cômica dos filmes infantis, Timão e Pumba com a música Hakuna Matata.

E pra vocês? Que outros filmes da disney tem uma trilha sonora marcante?

Everyday I’m Shuffling !

Como sexta é dia de música no Tela, não resisti e resolvi fazer um post sobre a música que não sai da minha cabeça e da de ninguém que eu conheço: Party Rock Anthem do grupo americano LMFAO.

Redfoo e Sky Blu - LMFAO

O LMFAO foi formado em 2006 por Redfoo (Stefan Kendal Gordy) e Sky Blu (Skyler Austen Gordy) que são, respectivamente, tio e sobrinho. O nome original do grupo era “Dudes Sexy” e posteriormente mudou a conselho da avó de Sky

Blu, que aliás, ficou muito melhor com o novo nome, que é sigla

para a expressão em inglês Laughing My Fucking Ass Off. Mandou bem, vovó !

O grupo já teve outros singles que bombaram nas rádios como I’m in Miami Bitch e Shots. Mas Party Rock Anthem fez tanto sucesso que levou a Billboard a nomear o hit como 2011 Song of the Summer (Música do Verão de 2011). E o videoclipe da música não deixou nem um pouco a desejar.

O clipe é uma paródia ao filme de terror 28 Days Later. As pessoas tornam-se zumbis e

Cena do videoclipe de Party Rock Anthem

não conseguem parar de dançar. Assustados, Redfoo e SkyBlu fingem ser infectados também. A Dança “Shuffle” que é vista no video é uma representação de dança que nasceu em Melbourne na Austrália. Daí a frase na música Everyday I’m Shuffling.

O clipe conta ainda com uma continuação, com o mais novo single do grupo Champagne Showers.

A coreografia rendeu inúmeros flash mobs que você pode encontrar no youtube. Para quem quer conferir o videoclipe é só clicar aqui. Entre no shuffle também ♪