Casa de Up a venda

Uma casa baseada no filme Up da Pixar foi vendida recentemente por um casal da Califórnia no valor de US$400mil dólares.

House from Pixar film Up, located in Herriman, Utah

O designer que construiu a casa é Adam Bangeter, que diz ter incluído cada detalhe possível da casa no filme na sua reprodução.

O que nos deixa com um nó na cabeça. Qual das casas é a mais real? A original, ou a que existe?

O Rio de Janeiro Continua Sendo…

O Brasil está na moda, não é de hoje. Basta perguntar para os estrangeiros se eles tem vontade de conhecer o Brasil, que a resposta já é esperada. Sim, principalmente o Rio de Janeiro. E se o assunto é cenário, Brasil e Rio de Janeiro, nada melhor do que falar da homenagem que Carlos Saldanha fez à cidade maravilhosa.

O filme “Rio”, animação criada por Saldanha, que foi o mesmo diretor de “A Era do Gelo”, conquistou todos pela história criada, mas principalmente, e eu digo de novo, principalmente pela bela cenografia criada a partir da animação.

Gente, é impressionante como ele consegue recriar cenários reais a partir do computador… É lindo demais.

Em uma de suas palestras, Saldanha disse que tomou muito cuidado e teve muita atenção para reproduzir a cidade do Rio. Ele veio para o Brasil com alguns caras da equipe para mostrar como é o Rio de Janeiro, de verdade. Até o calçadão ele fez milimetricamente perfeito, e disse que se preocupou até em colocar a sujeira que fica entre os quadradinhos.E sem esquecer da favela, Carlos Saldanha a transformou em arte, sem deixar perder a veracidade do cenário. Ainda mostrou a praia lotada, o fut volei, o caminhão de côco (que para os gringos é total novidade, porque para eles, côco é aquele marrom), o carnaval, as fantasias, a escola de samba… entre MUITAS outras coisas. Claro, nunca nada é COMPLETAMENTE perfeito quando se trata de reproduçã, mas é muito, muito, muito, muito bem feito, e praticamente igual!

Na real, trabalho impressionante, vale a pena conferir. E para deixar a curiosidade ainda maior…

Cenários de Almodóvar

Já pensou quantos objetos e paisagens  compõe o  nosso cotidiano? São inúmeros! Vão variando a medida que o dia passa e a noite chega,  muda a luz, mudam as atividades e mudamos nós… Mas são imagens que trazemos conosco ao longo da vida  e que  compõe  narrativas compartilhadas de determinadas épocas e  regiões…

Um dos segredos do sucesso de Pedro  Amodovar é que  ele é capaz  de compor cenários utilizando objetos ,cores e sons  muito familiares e coletivamente compartilhadas por diferentes pessoas nas diversas regiões do mundo. Por exemplo, o vermelho  uma das cores favoritas do diretor , na contemporaneidade está inegavelmente associada ao desejo, paixão e fortes emoções.

Mas o  diretor também utiliza cenários paradisiacos , como no filme  abraços partido,s  em que  parte da trama se desenrola em uma belíssima praia espanhola  nas Ilhas Canárias  a praia Famara. E apesar de grande parte do público não conhecer esta praia específica,  a maioria tem no imaginário praias paradisíacas de areia branca e mar  azul similares  as do filme . Para mim Almodovar é brilhante por múltiplas razòes, mas grande parte de sua originalidade esta na composição dos cenarios  e na utilização da luz que  faz transbordar calor e emoções .

Esses  seis  filme abaixo são imperdíveis  se voce não assistiu vale a pena:

Abraços Partidos

Fale com Elas

Mulheres a Beira de um ataque de nervos

Volver

Má Educação

Tudo sobre minha mãe

O cenário cinematografico da Nova Zelandia.

A Nova Zelandia é um país que é mundialmente conhecido por ser o país dos esportes radicais e um lugar de beleza exuberante.       Devido ao cenário cinematográfico do país diversos cineastas escolheram o local como “fundo de tela”.

A trilogia senhor dos anéis ganhadora de 17 oscars, foi rodada na nova zelandia, devido a beleza das paisagens, a região de Queenstown foi escolhida por Peter Jackson para rodar boa parte das cenas da trilogia. A cidade é cercada por vales ,montanhas nevadas e ainda conta com passeios radicais de tirar o fôlego .Ao chegar no local é possível sentir-se em plena terra media,onde Frodo e seus amigos passam por diversas aventuras nos filmes da saga.

    Essas aparições nas telonas, fizeram com que o país receba um enorme numero de turistas que visitam o local, e procuram as locações dos filmes. Existem passeios turísticos específicos que levam os turistas para entrarem no mundo magico da trilogia. O país lucrou 350 milhões de dólares neozelandeses por causa do longa.

O condado – terra dos hobbits – é também muito procurada pelos viajantes que passam por ali. O local fica em uma fazenda em Matamata, que se localiza a 3 horas de Auckland e é nesse espacinho de terra que no filme vive Frodo, o hobbit mais conhecido do mundo!

Uma passada pela fazenda é indispensável para quem ama cenários e filmes. Em diversas entrevistas dadas a mídia o dono da fazenda disse que já teria destruído o cenário se nao fosse sua esposa que o fez mudar de idéia!

Para os viciados na trilogia aqui vai outra dica: um casal americano construiu no estado de Montana(EUA), um hotel inspirado nas descrições do livro de J.R.R. Tolkien.

Seguiram as descrições do autor e reproduziram a residência dos hobbits. Porem apenas o exterior é inspirado no senhor dos anéis, já que o inteiros conta com diversos artigos de luxo, a diária do hotel custa cerca de 390 dólares.

Cenários Cinematográficos da Vida Real

Quem nunca se imaginou na pele dos personagens dos filmes? Ou simplesmente quis conhecer algum lugar que existe nas produções cinematográficas?

Para quem já quis ter esse gostinho alguma vez na vida, eu separei alguns cenários de filmes da vida real.

Para quem algum dia sonhou em estar na pele de Indiana Jones existe um lugar que pode te fazer viver por alguns intantes esta experiência! E o endereço? Vancouver no Canadá! A ponte suspensa Capilano foi o lugar escolhido como cenário para  algumas cenas do longa “O Templo da Perdição”. Muitos turistas fãs do filme aparecem por la para viverem a sensação de atravessar uma ponte suspensa a 70 metros e de 137 metros de comprimento. A ponte foi inaugurada em 1889 e fica em bosque cercado por árvores e quedas d’água que podem chegar a 60 metros. Além da super ponte o parque onde ela esta situada oferece aos seus visitantes outras atracões como exposições e atividades

A famosa ponte Capilano

ecoturisticas. O local fica aberto diariamente, das 9h até as 20h (várias de acordo com o mês) entradas de US$ 29,95 para adultos, US$ 27,95 para pessoas acima de 65 anos, US$ 23,75 para estudantes acima de 17 anos, US$ 18,75 para pessoas de 13 a 16 anos e US$ 10 para crianças de 6 a 10 anos, abaixo de 6 anos a entrada é gratuita. Se for fazer uma visita ao Canadá aproveite e sinta na pele um pouco de como ser Indiana Jones!

Quem assistiu ao filme “O fabuloso Destino de Amélie Poulain”, dirigido por Jean-Pierre Jeunet, certamente se lembra do charmoso bairro de Montmartre, em Paris, onde acontece a historia. E com certeza nao se esqueceu do Café dês Deux Moulins onde trabalhava Amélie, protagonista vivida por Audrey Tautou. O famoso bairro parisiense se

O Café dês Deux Moulins de Amélie Poulin

tornou referencia e entre os cenários reais utilizados na trama esta o café onde amélie trabalhava. O local mantem a decoração dos anos 50, é um local aconchegante. O teto permanece mostarda e o banheiro é unissex. A iluminação néon do local da um toque de charme. Agora é só ir ate Montmartre em uma visita á paris e desfrutar do cardápio de comezinhas francesas servidas no local, onde “trabalhava amélie poulain” aproveite!

Outro cenário real das telonas é tatooine, o planeta dos personagens Anakin e Luke Skywalker da saga Star Wars. Na vida real ele nao é bem um planeta e na verdade fica na Tunísia. O diretor do filme,George Lucas escolheceu o local onde existe um conjuto de fortalezas abandonadas dos séculos passados para rodar cenas do longa. Milhares de

Cenário do planeta de origem de Luke Skywalker

turistas todos os anos vao ao local para conhecer os cenários do futuro que aparecem na saga. Cerca de 300 fortalezas estão nessa região e muitas nao sao abertas ao publico. A mais famosa delas é conhecida como Ksar Ouled Soltane, onde Skywalker passa sua infância em Star Wars: a ameaça fantasma.

Um outro local que é possível ser visitado por você, é o Bar Vitalli onde  ocorre a festa do casamento de Michael Corleone com Apollonoa no filme “O Poderoso Chefão”. Deixando de lado seu trágico fim, Corleone teve uma celebração e tanto em seu casamento. O casal recém casado ao lado da família caminha pelas ruas do vilarejo ate chegar ao bar vitelli. E você também pode

Bar Vitelli de “O Poderoso Chefão”

percorrer esse caminho! Savoca (comuna italiana) virou um lugar procurado pelos turistas que gostariam de viver o clima da família corleone por um dia! A igreja onde foi realizada o casamento e o bar da festança continuam com características iguais as de quando o filme foi gravado. O famoso bar vital matem as mesmas cadeiras que foram usadas pelos personagens do filme e ainda o local serve uma deliciosa granita di limone! se for fa do filme estiver de passagem pela Itália aproveite!

Um Cenário Marcante Pela Ausência de Cenário

Eu nunca me esqueço da primeira vez que eu assisti Dogville. Passei pelos canais e parei em um completamente distraída. Quando realmente prestei atenção ao filme que tinha escolhido, achei que fosse algum tipo de pegadinha.

Dogville foi lançado em 2003 e dirigido por Lars von Trier. É uma co-produção entre Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia, Reino Unido, França, Alemanha e Países Baixos. O filme conta a história de Grace (Nicole Kidman), uma bela desconhecida que aparece no vilarejo ao tentar fugir de gângsters.

O filme foi feito dentro de um galpão com o mínimo de objetos possível – há poucas

Cenário visto de cima.

paredes e não há portas – E existem marcações no chão indicando uma casa, uma rua ou um arbusto. Apesar dos personagens fazerem constantes referências a paisagem, ou ao céu, não há nada lá a não ser um fundo infinito, como os de estúdio fotográfico, estimulando o processo imaginativo do espectador. O elenco do filme está presente em cena em todos os momentos, fazendo diversas coisas independente do que acontece na cena principal, visto que não há paredes dividindo suas casas ou estabelecimentos. É por tudo isso que o trabalho dos atores dentro deste filme é extremamente valorizado.

Dogville apresenta claras referências visuais e influências de produção herdadas do movimento Dogma 95, manifesto cinematográfico que foi iniciado pelo próprio Lars Von

Cena de Dogville.

Trier, como por exemplo a ausência de trilha sonora. O teatro do absurdo, onde os atores improvisam e criam situações onde interagem com objetos imaginários, também está claramente presente.

Quem não assistiu, assista. Eu falo com toda a certeza que Dogville é imperdível, especialmente para aquelas pessoas acostumadas com filmes “sessão da tarde”.

Vampiros Como a Gente

Vampiros estão na moda de um jeito bem irritante. Mas já faz um tempo que os filmes e seriados que os utilizam como tema parecem ir na mesma linha. Vampiros são cool. Em Blade, por exemplo, eles vão pra balada e curtem techno.

O filme Deixa Ela Entrar, no entanto, resgata os vampiros desse barulho insuportável.

Quando falamos em vampiros é normal imaginarmos castelos gigantescos e recursos ilimitados que permitem que eles desfrutem da vida eterna sem maiores problemas. Ainda que em Crepúsculo, por exemplo, tenhamos um cenário mais moderninho, a casa dos Cullen (os vampiros do filme), foi feita, na vida real, para um executivo da Nike.

No mais antigo The Hunger (1983), Catherine Deneuve vive uma vida de luxo em Manhattan, em uma casa que deve valer uns vários milhões de dólares. Sem contar que nesse filme, eles curtem techno também.

É como se virar vampiro não fosse apenas da hora, mas também um bom negócio. De onde eles tiram tanto dinheiro?

Mas em Deixa Ela Entrar, a vampira Eli parece se aproximar mais da vida dos não-tão-legais humanos. O cenário da casa dela é o oposto de cool. É morno. Um flat sueco sem nada de mais.

É interessante perceber como que cenários simples podem ser mais fortes que construções mega elaboradas, tendo em vista seu poder de quebrar clichês.