a tendencia deco dark/ futurismo

A moda Futurista voltou com tudo!

Robôs, monstros, art déco dark e o apocalipse está chegando…

mas na moda!

Nos anos 20 surgiu esse movimento de arte e design chamado art déco, no qual os elementos mais babados da arquitetura e design invadiram os guarda-roupas!

Em uma faceta mais dark, a tendencia é uma fantasia do apocalipse;

agora eles estão de volta, misturando a decadencia boemia do romance o grande Gatsby com o futurismo de Metrópolis!

Vale a pena conferir o ultimo desfile da poderosa Chanel que foi inspirado em Metropolis (1927) pra conferir essa tendência!        http://www.chanel.com/

O Cinema está na Moda

Jean-Paul Gaultier

Ver um filme com o grande ator é sempre bom. Ver um filme de um grande diretor é ainda melhor. Agora, ver um filme com figurinos feitos por, tipo assim, Giorgio Armani é tipo ai-meu-Deus! E saiba você que isso é mais comum do que se imagina !

Os grandes estilistas sempre estiveram presentes também na indústria cinematográfica.

É o que podemos dizer por exemplo de Jean-Paul Gaultier. Seus figurinos brilharam em filmes como O Quinto Elemento, Ladrão de Sonhos e Má Educação. No entanto, sua produção mais recente é o filme A Pele em que Habito, o mais novo filme de Almódovar.

Cartaz de Bastardos Inglórios, filme com figurinos de Giorgio Armani.

Outro ótimo exemplo é o já citado Giorgio Armani, que fez os figurinos de filmes como Os Intocáveis, Batman – O Cavaleiro das TrevasBastardos Inglórios. Claro, afinal filme top merece figurino top !

E se o tema é figurino, por nada nesse mundo poderíamos deixar de citar nosso querido

Audrey Hepburn e Givenchy

Hubert de Givenchy, que fez Audrey Hepburn decolar! Suas roupas podem ser vistas na atriz em Cinderela em Paris, Amor na tarde e principalmente em Bonequinha de Luxo. Ou você achava que o vestido preto mais famoso do mundo era um vestido qualquer?

Outros grandes nomes que exibiram suas criações no cinema são Coco Chanel, Yves Saint-Laurent e Yohji Yamamoto.

Fala a verdade, dá ou não dá vontade de fazer cinema assim?

Porcaria Fashion

Quem adivinha qual é a porca mais fashion do momento?

Se você pensou Beth Ditto, errou!

É a Miss Piggy, que fez um ensaio fashion para a revista InStyle para promover o lançamento do filme dos Muppets que estréia nos EUA dia 23 de novembro e tem estréia prevista no Brasil dia 2 de dezembro.

Miss Piggy veste Jason Wu

Quem quiser, também pode conferir o vídeo da entrevista exclusiva que Miss Piggy cedeu à revista, na qual dá sua opinião sobre o look da Lady Gaga que ficou famoso e envolve seu amigo, Kermit The Frog.

Agora resta saber quem vai ser a mais bem vestida no tapete vermelho do dia da estréia: Lady Gaga ou Miss Piggy?

Zumbi está na moda

Hoje é um dia diferente de moda no Tela Espelhada.

Celebrando a volta da aclamada série americana The Walking Dead (agora em sua segunda temporada), decidimos trazer a você uma dica de moda morta-viva.

Elenco da série The Walking Dead

A série, que estreiou em 2010, conta a história do xerife Rick Grimes (Andrew Lincoln) que acorda em um hospital após ser baleado e se depara com um mundo tomado por zumbis, sendo um dos poucos sobreviventes e virando o líder do grupo que luta pela sobrevivêncio em meio aos mortos-vivos.

A história é baseada na HQ homonima de Robert Kirkman que ganhou em 2010 o Prêmio Eisner, o Oscar dos quadrinhos.

Em nome disso, aqui vai um vídeo explicando como fazer – de um jeito mais fácil impossível – uma maquiagem de zumbi profissional, ensinada pelos supervisores de efeitos especiais da série: Greg Nicotero e Andy Schoneberg. Eles dão dicas usando materiais que você encontra em qualquer lugar, como condicionador, látex e tinta.

Bom galera, Halloween está aí, e The Walking Dead está melhor que nunca, e zumbi está na moda então fica uma dica um pouco diferente para vocês (e com certeza mais barata que todas as outras!).

The Walking Dead é exibido pelo canal pago pago Fox, toda terça-feira, às 22h.

Vogue em DOC

Olá meninas e meninos entusiastas da moda!

Hoje temos uma dica mais requentada. Quem curte moda já está ligado em um dos maiores eventos editoriais da área: a edição de setembro da revista de moda Vogue.

Para aqueles que não sabem, a revista faz em setembro sua maior edição (que nos outros meses já não era pequena) marcando o outono-inverno e, como já antes dito: “setembro é a janeiro da moda”.

The September Issue

O documentário The September Issue, de R. J. Cutler, explora o behind-the-scenes da concepção da edição de 2007, a maior atá agora, acompanhando o trabalho de Anna Wintour, magnata da revista e editora-chefe a mais de 20 anos, e sua equipe.

A editora-chefe da Vogue, Anna Wintour

Anna é mundialmente conhecida por seu olhar afinado e decisões que alteram o curso da moda. Seu pulso firme e temperamento também ajudaram em sua fama controversa (que vai desde guru da moda até manifestos do PETA contra o uso de peles nas roupas).

Esta personificação pode ser vista no filme de 2006 O Diabo Veste Prada no personagem de Meryl Streep (que interpreta a editora-chefe de uma revista de moda com seu jeito diva-chefona).

Meryl Streep como Mirand Priestly no filme O Diabo Veste Prada

 

Assista ao trailer de “The September Issue”

The September Issue foi lançado em 2009, mas você pode comprar a sua cópia aqui.

Rita ou Gilda?

Se o assunto é como a moda do cinema influência a vida fora da tela, não poderíamos deixar de citar Rita Hayworth, atriz norte-americana que na década de 1940 tornou-se um mito do cinema com sua personagem Gilda, no filme que leva o mesmo nome.

Foi a partir dessa cena, quando Rita Hayworth canta “Put the Blame On Mame” com um vestido sensualíssimo tomara-que-caia e luvas longas que a atriz se tornou o símbolo da mulher fatal. Desde então, o vestido de cetim desenhado pelo figurinista Jean Louis nunca mais saiu de moda.

Curiosidade:

Rita Haywoth como Gilda

Rita Hayworth, é nome artístico de Margarida Carmen Cansino e ela era filha de dançarinos ciganos espanhóis. Enquanto o pai queria que ela se tornasse dançarina, a mãe queria que a menina fosse atriz. Mas, sem querer decepcionar o pai, começou a frequentar aula de dança, mesmo sem gostar. E assim que foi. Até que por dificuldades da família, teve que ir dançar para trabalhar. E foi assim que foi descoberta, no início dos anos 1930, pelo diretor da Fox Film Corporation, enquanto dançava no “Caliente Club”. Sua carreira de atriz começara mas os seus primeiros filmes não foram lá muito bem sucedidos no quesito atriz memorável. Até que foi abandonada pela Fox.

Sua trajetória de atriz foi um pouco conturbada pois ela passara de dançarina de cabaré para estrela de cinema. Mas… a surpresa vem com o filme Gilda de 1946 com o diretor Charles Vidor.

Rita Hayworth fumando no filme Gilda

Gilda foi o filme mas importante de sua carreira e a tornou uma das mulheres mais desejadas e famosas do MUNDO. Seus vestidos longos eram tão visados que as mulheres pediam para costureiras fazerem sob medida. E ela não era copiada só na roupa. Era nos penteados, no modo de andar e etc. A influência de Gilda foi tão grande para a época que Rita Hayworth fez até comercial de cigarro, o que incentivou o vício das mulheres também. Como todas queriam ser como a personagem, a indústria do cigarro logo se aproveitou disso. A fotografia ensaiada onde o cigarro está em uma mão e na outra, ela segura o casaco de pele foi propositalmente construída dessa forma. E em relação aos homens, nem se fala. Todos a desejavam, até que a atriz disse um dia: “Os homens dormem com Gilda e acordam comigo.”

Com o papel que a imortalizou, Rita Hayworth não será esquecida pelo cinema, mesmo que depois desse filme, a atriz nunca conseguiu repetir o sucesso. Casou-se com Orson Welles e estrelou outros longas, mas Gilda foi único.

Doris Day

Que o cinema exerce muita influência sobre a moda no mundo, todo mundo sabe. Mas, quem fez partes dessas GRANDES referências, muitas vezes não é comum ao repertório de todos.

Alguns looks da atriz

Pensando nisso, resolvi resgatar a atriz e cantora Doris Day que com seu jeitinho “sexy ingênua” despertava a atração dos homens e a admiração das mulheres, que queriam ter seus looks e penteados.

E não era a toa. A atriz aparecia com penteados deslumbrantes de causar inveja em qualquer mulher que gostasse um pouco de moda e de se arrumar.

Doris Day usando o penteado Helmet

 

 

 

Doris começou no cinema em 1939 e foi até meados dos anos 70. Participou de filmes como “Ardida como Pimenta”, “Um Pijama para Dois” e “Um Amor de Professora”, entre muitos outros e foi aproximadamente nos anos 50, que ela dominava a telinha sendo referência de moda entre as moças da época.

O Helmet, cabelo usado pela atriz, era almejado pelas mulheres que, tentando ter o visual igual ao da estrela, ficaram dependentes dos cabeleireiros.