Quem tem boca vai à Roma

Há quem diga que o ditado original seria “Quem tem boca vaia Roma”. Pode até ser

Anúncio da série pela HBO

verdade, mas quem assistiu a série Rome (ou Roma, no Brasil) não tem nada para vaiar. A série de televisão estadunidense criada por Bruno Heller  que retrata um drama histórico, foi produzida na Itália pela redes de televisão BBC, do Reino Unido, HBO, dos Estados Unidos, e RAI, da própria Itália. Foi transmitida originalmente entre 28 de agosto de 2005 e 25 de março de 2007. Roma ganhou quatro Prêmios Emmy de oito indicações em 2006.

A série se passa em 52 a.C., quando o general romano Júlio César batalha pelo poder de Roma contra o cônsul Pompeu Magno, que representa a luta entre o povo, que apoia César, e os patrícios, que apoiam Pompeu. César  tenta transformar a República Romana em um Império.

Ciarán Hinds, que interpresta Júlio César na série.

A série nos envolve também com personagens secundários como os legionários Lúcio Voreno e Tito Pullo, que aparecem realmente em citações sobre a época em registros históricos.

A série é rodada nas proximidades da atual cidade e nos antigos estúdios de Cinecittà, em uma superfície de mais de 20.000 metros quadrados, com a participação de 350 pessoas. É a série mais cara da história da televisão, com um gasto de cem milhões de dólares.

Apesar de certos desvios dos acontecimentos históricos e da ordem cronológica dos

Cenário da cidade de Roma.

mesmo, a série e muito boa principalmente pelas suas referencias históricas e sua atenção a detalhes da cultura romana, que por exemplo, conta com várias cenas quentes e desenhos obscenos que exploram a promiscuidade do povo romano não retratadas em outras produções.

Para quem não gosta de séries com milhões e milhões de temporadas vai gostar de saber que Roma conta apenas com duas, apesar de cada episódio durar aproximadamente 50 minutos.

Para quem está entrando de férias, é uma ótima maneira de passar o tempo. Eu recomendo!


Flash mob – e você pensava que só acontecia nos filmes…

O mais novo filme estrelando Justin Timberlake e Mila Kunis, Amizade Colorida, apesar de ser uma comédia romântica totalmente clichê – ainda mais por ter sido lançado logo após o filme da dupla Ashton Kutcher e Natalie Portman, Sexo sem compromisso, que apresenta exatamente a mesma trama – ganhou muitos pontos comigo por ter feito uso de um recurso grandioso e ao mesmo tempo mais que possível para a cena de “declaração de amor”: o Flash Mob.

Não, o nosso querido Justin não foi o único a usar o Flash Mob pra se declarar e sim, existem muitas pessoas que organizam flash mobs para pedir sua amada em casamento!

A mais nova febre mundial, o Flash Mob nada mais é que um aglomerado de pessoas em um local público para realizar uma ação inusitada e que se dispersam tão inesperadamente quanto se reuniram. Os flash mobs são previamente combinados – claro – e são organizadas normalmente através de e-mails ou meios de comunicação social.

Os flash mobs, muito mais que um happening divertido, são usados para passar diversas mensagens. A T-Mobile fez uso deles para promover a marca, organizando os flash mobs mais famosos atualmente. Mas foi o Black Eyed Peas que quebrou todos os recordes, reunindo 21 mil fãs da apresentadora americana Oprah para comemorar a 24a. edição de seu programa. Além desses existem muitos outros flash mobs muito originais e curiosos, e nem todos envolvem dança, assim como muita gente pensa. O flash mob a seguir é um incentivo a reciclagem feito dentro de um aeroporto no Canadá, e é um dos meus flash mobs favoritos:

Para participar de um flash mob basta procurar por comunidades organizadoras na internet. Divirta-se !

O Cinema está na Moda

Jean-Paul Gaultier

Ver um filme com o grande ator é sempre bom. Ver um filme de um grande diretor é ainda melhor. Agora, ver um filme com figurinos feitos por, tipo assim, Giorgio Armani é tipo ai-meu-Deus! E saiba você que isso é mais comum do que se imagina !

Os grandes estilistas sempre estiveram presentes também na indústria cinematográfica.

É o que podemos dizer por exemplo de Jean-Paul Gaultier. Seus figurinos brilharam em filmes como O Quinto Elemento, Ladrão de Sonhos e Má Educação. No entanto, sua produção mais recente é o filme A Pele em que Habito, o mais novo filme de Almódovar.

Cartaz de Bastardos Inglórios, filme com figurinos de Giorgio Armani.

Outro ótimo exemplo é o já citado Giorgio Armani, que fez os figurinos de filmes como Os Intocáveis, Batman – O Cavaleiro das TrevasBastardos Inglórios. Claro, afinal filme top merece figurino top !

E se o tema é figurino, por nada nesse mundo poderíamos deixar de citar nosso querido

Audrey Hepburn e Givenchy

Hubert de Givenchy, que fez Audrey Hepburn decolar! Suas roupas podem ser vistas na atriz em Cinderela em Paris, Amor na tarde e principalmente em Bonequinha de Luxo. Ou você achava que o vestido preto mais famoso do mundo era um vestido qualquer?

Outros grandes nomes que exibiram suas criações no cinema são Coco Chanel, Yves Saint-Laurent e Yohji Yamamoto.

Fala a verdade, dá ou não dá vontade de fazer cinema assim?

A Época da Inocência – Sopa de Cogumelos

Hoje o Tela Espelhada resolveu ousar um pouquinho mais na cozinha e ensinar uma receita que vai cair no gosto de quem adora experimentar coisas novas e diferentes!

Cartaz do filme "A Época da Inocência"

Para isso pegamos emprestado a receita da sopa de cogumelos do filme A Época da Inocência (Age of Innocence). 


O filme se passa em Nova York, por volta de 1870. O advogado Newland Archer (Daniel Day-Lewis) está de casamento marcado com uma jovem May Welland (Winona Ryder)da aristocracia local, quando uma condessa  Ellen Olenska (Michelle Pfeiffer), prima de sua noiva, volta da Europa após separar-se do marido. As idéias dela chocam a tradicional sociedade americana e, ao tentar defendê-la, o advogado se apaixona por ela e é correspondido. Vale a pena assistir ao filme antes de preparar a receita, para render um bom assunto na mesa!Sopa de Cogumelo

Você vai precisar de:
300 g de cogumelos frescos (Paris, Shitake)
20 g de manteiga
1 cebola ralada
½ litro de caldo de legumes
2 gemas
1 xícara de chá de leite

Sopa de Cogumelos

½ xícara de chá de creme de leite fresco
1/3 xícara de chá de salsa
Noz moscada
Pimenta do Reino
Sal a gosto

Você vai preparar assim:
Limpe devidamente os cogumelos, lave-os rapidamente e corte em fatias. Doure a cebola em uma panela com a manteiga. Junte os cogumelos reservados. Adicione o caldo e cozinhe por ½ hora. Misture as gemas no leite e despeje na sopa fora do fogo. Misture bem e volte para engrossar, acrescente o creme de leite, tempere a gosto e deixe encorpar até o ponto desejado. Sirva com a salsinha por cima.
Preparem e venham me contar como ficou! Até semana que vem!

Fica a Dica: 35ª Mostra Internacional de Cinema

Cartaz da 35ª Mostra Internacional de Cinema

De 21 de outubro a 3 de novembro, acontece em São Paulo a tradicional Mostra Internacional de Cinema. Durante duas semanas, a 35ª versão do evento propicia que os amantes da 7º arte acompanhem cerca de 250 títulos dos mais variados países, que serão exibidos em 22 salas, entre cinemas, museus e centros culturais espalhados pela capital paulista.

Nesta edição, a arte da Mostra é assinada pelo desenhista Mauricio de Sousa, com seu primeiro personagem de quadrinhos, Piteco, criado em 1964. Além da seleção de filmes e oficinas, a Mostra inaugura uma exposição

inédita reunindo as obras de um dos grandes mestres do cinema soviético, Sergei Paradjanov (1924-1990). Paradjanov, O Magnífico vai contar com cerca de 60 trabalhos do mestre, entre pinturas, instalações, colagens e desenhos. Montada por Daniela Thomas e Felipe Massara, a exposição acontece de 19 de outubro e até dia 20 de novembro, no Museu da Imagem e do Som – MIS.

O ingresso Permanente Integral custa R$ 390,00 e dá direito a todos os eventos da mostra em qualquer horário. Os ingressos tipo Permanente Especial valem apenas para sessões de 2ª a 6ª feira até às 17:55h e custa R$ 90,00. Quem é titular da assinatura da Folha ganha 15% de desconto em ambos. E ainda, os titulares do Cartão Petrobras ganham 50% de desconto na compra de até 2 ingressos.

Quem estiver mais afim de curtir uma sessão ou duas, também existem os Ingressos Individuais. Segundas, terças, quartas e quintas o preço do ingresso é R$ 14,00 (inteira) / R$ 7,00 (meia) e Sextas, Sábados e Domingos: R$ 18,00 (inteira) / R$ 9,00 (meia). Vale lembrar que a Central da Mostra não vende ingressos avulsos, apenas os pacotes.

Quem sabe a gente não se vê por lá?

A dieta da Disco Music

Existe um simples motivo pelo qual as academias não eram lá grande negócio dos anos 70: As discotecas. A Disco Music teve suas raízes nos clubes de dança voltados para negros, latinos e até mesmo os gays. Foi um movimento de liberdade de expressão, que também pretendia acabar com a dominância do rock das décadas anteriores.

Tudo isso pode ser visto no grande sucesso musical Os embalos de sábado à noite (Saturday Night Fever), dirigido por John Badham e estrelado por John Travolta em 1977. Travolta vive no filme o personagem

Tony Manero dançando na 2011 Odyssey

Tony Manero que, juntamente com seu grupo de amigos racistas e sexistas, fazem parte da juventude sem esperança que vivia no Brooklyn naquela época. A diversão somente aparecia nas noites de sábado, em que todos se reuniam na discoteca 2001 Odyssey para fazer o que bem entendiam. Tony, claro, dominava a pista de dança.

Graças ao filme, que rendeu a Travolta a indicação da academia como melhor ator principal em 1978, o som dos Bee Gees disparou em vendas até a chegada de Thriller de Michael Jackson. A trilha sonora do filme também conta com grandes nos da Era Disco, como KC and the Sunshine Band e The Trammps.

Cena do filme com Travolta e Karen Lynn Gorney.

A discoteca que aparece no filme teve seu nome claramente inspirado pelo filme de Stanley Kubrick e continuou a funcionar até 1987, quando se converteu em um clube gay chamado Spectrum. Em 2005, apesar dos protestos dos fãs ela, infelizmente foi demolida.

Então, pare de ficar se matando na academia e inventando novas dietas. Tudo o que você tem a fazer é esperar o fim de semana para dançar até cair. Uma hora de dança pode queimar até 700 calorias. Parece bom, não?

Everyday I’m Shuffling !

Como sexta é dia de música no Tela, não resisti e resolvi fazer um post sobre a música que não sai da minha cabeça e da de ninguém que eu conheço: Party Rock Anthem do grupo americano LMFAO.

Redfoo e Sky Blu - LMFAO

O LMFAO foi formado em 2006 por Redfoo (Stefan Kendal Gordy) e Sky Blu (Skyler Austen Gordy) que são, respectivamente, tio e sobrinho. O nome original do grupo era “Dudes Sexy” e posteriormente mudou a conselho da avó de Sky

Blu, que aliás, ficou muito melhor com o novo nome, que é sigla

para a expressão em inglês Laughing My Fucking Ass Off. Mandou bem, vovó !

O grupo já teve outros singles que bombaram nas rádios como I’m in Miami Bitch e Shots. Mas Party Rock Anthem fez tanto sucesso que levou a Billboard a nomear o hit como 2011 Song of the Summer (Música do Verão de 2011). E o videoclipe da música não deixou nem um pouco a desejar.

O clipe é uma paródia ao filme de terror 28 Days Later. As pessoas tornam-se zumbis e

Cena do videoclipe de Party Rock Anthem

não conseguem parar de dançar. Assustados, Redfoo e SkyBlu fingem ser infectados também. A Dança “Shuffle” que é vista no video é uma representação de dança que nasceu em Melbourne na Austrália. Daí a frase na música Everyday I’m Shuffling.

O clipe conta ainda com uma continuação, com o mais novo single do grupo Champagne Showers.

A coreografia rendeu inúmeros flash mobs que você pode encontrar no youtube. Para quem quer conferir o videoclipe é só clicar aqui. Entre no shuffle também ♪